Sem Limites

anaariana:

E se não tivéssemos mapa?
Como seria?
Como faríamos?
Teríamos um infinito mundo de possibilidades logo ali. Um mundo desconhecido.
Seria tudo um mistério.
Sem muros. Nada que nos separe.
Somos todos um só
No quintal de casa.

Mudança

contosdecaramelo:

Esse blog Bloco de Anotações - Contos de Caramelo  [http://contosdecaramelo.tumblr.com] está se mudando para Ana Ariana [http://anaariana.tumblr.com]
Aproveitar que tô me mudando, resolvi mudar o blog também,
Em alguns dias o Bloco de Anotações será desativado, então a galera que quiser continuar acompanhando segue lá!
Até

 

#meninasdomangue #carolmelofoto #ensaio #maracaipe #ipojuca #PE #mangue #mangrove

#sertão #carolmelofoto

#nãopisenagrama #carolmelofoto

“O amor é um sentimento que posso descrever como louco.Um sentimento que aparece, não quando a gente menos espera,
Mas quando a gente verdadeiramente precisa.
O amor sempr perdoa porque ele é feito do perdão.“Erraras mil vezes. Te perdoarei mil e uma”O amor sempre se preocupa, cuida, preserva, respeita, acalenta…O amor é o que completa, É o que motiva, O que alegra; É pelo amor E por amor que a gente vive; E renuncia. Porque só o amor compreende E justifica.”
“A vida nos mostra cada dia uma coisa nova, diferente.Tentamos aprender, ensinar..mas nem sempre vemos os resultados - isso não significa que eles não existam.Nem nos outros, nem em nós mesmos.Hoje li algo muito interessante sobre as coisas que não saem do mesmo lugar.Penso que na verdade posso não ter saído do mesmo lugar, mas certamente me aprofundei nele.Ou seja, em mim.”
“O que é fotografar?
é olhar
observar
ter tempo
paciência
decidir o melhor angulo para mostrar o que quer se mostrar
o que quer que os outros vejam
é silenciar
e calado por dizer muitas coisas diferentes ao mesmo tempo.
é deixar o outro ver
deixar o outro pensar
deixar o outro falar
por você
por meio de. Fotografar é falar várias línguas, ser universal
independente de ser objetivo ou não, na intenção.
A fotografia sempre é algo subjetivo, fazendo parte do mundo onde ninguém controla a interpretação, já que isso depende total e somente da bagagem cultural de cada observador. fotografar é viver,
é estar
é querer mostrar
é querer lembrar
é querer guardar
ter o poder de congelar
aquele desejo de transformar um instante em eternidade.
Tipo quando nos declaramos de amor, e no ápice da paixão dissessemos um para o outro que queriam que o tempo parasse.
nessa hora pegue sua camera fotográfica e pare o mundo. fotografe. e vc terá feito do momento uma palpavél lembrança.”